Aqui você encontrará fotos e vídeos de visitantes e eventos

 

> > >  ATENÇÃO  < < < 

 ESTE INVENTO ESTÁ PROTEGIDO POR PATENTE, QUALQUER 

PLÁGIO OU CÓPIA INDIRETA SOFRERÁ PUNIÇÕES PREVISTAS NA LEI

 

>>> IMPORTANTE <<<

Caso queira copiar alguma foto para seu próprio

site, exibir obrigatoriamente seu

endereço de origem: www.lelotrem.com

caso contrário, está vedada a permissão

para cópia das fotos

Para conhecer corretamente este site, leia a nota a seguir

 

_______________________________________________________________

 

Toda vez que você clicar na foto, abrirá outra página com a foto maior.

Em todas as páginas, haverá um link "Voltar", que retorna a essa página.

Se você estiver vendo as últimas fotos, logo quando clicar em "Voltar",

voltará a essa página mas no topo. Sendo assim, você

terá toda vez, de descer toda a página através da barra de rolagem para 

ver as próximas fotos. Para evitar isso, é aconselhável que você volte

 a essa página, apertando a tecla Retrocesso (acima do "Enter"), pois aí, 

voltará a essa página exatamente no local onde você estava, e não no topo.

_______________________________________________________________

 

Todas as fotos dos links a seguir são no formato JPG e muitas, de alta resolução. São mais de 160 fotos para você conhecer melhor minha invenção!  Clique em uma das opções para conhecer mais sobre a BICILINHA (PAT - 0200920 - 0).

 

Fotos da invenção

e visitantes

 

Todos os vídeos aqui postados estão disponíveis

também no YouTube. Procure por LELOTREM,

BICILINHA ou BICILINHA 2 PESSOAL

que encontrará...

OU

Clique nos links que você será direcionado

automaticamente para o site do YouTube

 

Mais fotos e vídeos a Bicilinha,

Bicilinha 2 Pessoal, trens, passeios, aventuras

na ferrovia, etc., acesse meu facebook

 

facebook.com/lelotrem

 

O início

 

   > O Nascimento e os primeiros testes da BICILINHA (PAT 0200920 - 0)        

 

Nossas viagens

 

   > Viagem à cidade de Flórida Paulista

 

   > Viagem à cidade de Adamantina

 

   > Viagem à cidade de Osvaldo Cruz

 

 

Na mídia

  

  

   > Outro dia inesquecível: minha invenção na TV BANDEIRANTES!

      Veja as fotos e a matéria completa que saiu

      no BANDCIDADE da TV Bandeirantes!

  

   > Bicilinha foi matéria na Revista Ferroviária

 

   > Um dia inesquecível: minha invenção na TV!

      Veja as fotos e a matéria completa que saiu

      no SPTV da TV Fronteira!

 

   > Fotos da matéria realizada pelo estudantes de São Paulo que   

      vieram realizar uma entrevista sobre a Bicilinha para uma matéria

      na TV Cultura

 

   > Fotos da invenção exibida em Eventos

 

Outras

 

       Fotos da invenção em vários locais, várias viagens repetidas ou não,

       achados e perdidos, etc.

 


 

Visitantes

 

   > Fotos de VISITANTES que vieram conhecer a invenção

 

  

   Clique no nome de sua cidade

 

 

   >> Estado:

 

 

> Paraná

 

Maringá

 

Paraná

 

 
 

> São Paulo

 

Adamantina

 

Americana

 

Bauru

 

Itapetininga

 

Junqueirópolis

 

Lucélia

 

Osvaldo Cruz

 

Parapuã

 

São Paulo

 

Sumaré

 


Vídeos

 

  

   > Vídeo da BICILINHA (PAT - 0200920 - 0) de Lucélia - Inúbia

     

      Paulista - Lucélia - Bicilinha + Cicloturismo - Grupo de Ciências

 

      Luckesi - www.gcluckesi.net ou se preferir, veja no YouTube

 

 

   > Vídeo da BICILINHA (PAT - 0200920 - 0) de 4,28 minutos no site YouTube

 

   > Vídeos da BICILINHA (PAT - 0200920 - 0) em diversos locais

 

  

   

                      

 

F O T O S   D E   E V E N T O S

 

Algumas fotos de eventos na qual a Bicilinha (PAT - 0200920 - 0) 

esteve em exibição

 

                    > 22/08/04 - Bicilinha exposta na 3ª Exposição de Antigomobilismo de

                       Inúbia Paulista

                            

                    > 28 e 29/08/04 - Bicilinha exposta na Feira de Ciências na

                       Escola José Firpo de Lucélia

 

                    > 24/07/04 - Bicilinha exposta no Encontro de Organizadores de

                       Grupos de Ciências - Unesp/Naecim em Ilha Solteira

                       

                    > 20 e 21/07/05 - Bicilinha exposta na 4ª Exposição de

                       Antigomolibismo de Inúbia Paulista

 

                    > 24/06/08 - Bicilinha exposta na Inauguração da Estação Ferroviária

                       de Lucélia

 

 

F O T O S   D E  V I S I T A N T E S

 

Algumas fotos de visitantes que vieram conhecer a

Bicilinha (PAT - 0200920 - 0), muitos deles, de cidades distantes

 

    >> Adamantina

 

  > Data: 22/07/06
> Visitantes:

Camila (Adamantina/SP), Ana Paula, Sérgio Danilo e

Anne (Lucélia/SP)

 
 História:

Eu já havia convidado o amigo Danilo e sua irmã Anne Jolly para andar na invenção a anos atrás. Sempre combinávamos mas nunca dava tempo. Mas, até que fomos para a linha andar na invenção. Andamos várias voltas, e grandes voltas, pois fomos até a estação, local que antes não era possível andar devido ao mato e a terra que cobria a linha. Eu em uma semana no horário de almoço, com um facão e uma enxada limpei o trajeto. Hoje é possível ir até a estação e andarmos mais que antes. A foto foi no novo local conquistado: a estação. Em pé, da esquerda para a direita: Minha namorada Ana Paula, eu, Danilo. Sentados, da esquerda para a direita: Camila (namorada do Danilo) e Anne (irmã de Danilo). Confiram na foto abaixo.

Fotos:

 

 

Vídeo:

Vídeo

439 Kbytes


  > Data: 27/02/06
> Visitantes:

Alzira e Elisa (Adamantina/SP), Ivanice, Giovani

e Eduardo (Lucélia) e visitantes do PR

 
História:

Montamos a invenção no dia 27/02, no carnaval para andarmos. Foi eu e um aluno meu, Eduardo daqui de Lucélia. Ele não havia andado por isso, aproveitei o feriado e montei. Enquanto estávamos andando apareceram quatro pessoas que foram lá conferir como funcionada a invenção, sendo todos do Paraná. Logo mais tarde vieram também minha mãe Ivanice, meu irmão Giovani, minha cunhada Elisa e sua mãe Alzira, ambos moradores da cidade vizinha, Adamantina. Ficamos andando quase o dia todo, e o tempo meio nublado até que colaborou sem os fortes raios do sol. Veja nas fotos abaixo nosso passeio pela linha.

Fotos:


  > Data: 01/01/06
> Visitantes: Samuel (Adamantina/SP) e Vinícius (Lucélia/SP)
História:

Conheci um amigo maestro da cidade de Adamantina chamado Samuel que por sua vez, gosta de trens também. Comentei da invenção e ele quis andar. Combinamos de montar numa segunda feira, dia 02/01/06, para montar a invenção. Justo no dia combinado estava chovendo... Fomos mesmo assim. Foi uma mas melhores vezes que montei a invenção! Chovendo, não cansávamos tão fácil e as pedaladas rendia mais. Confira as fotos de nossa aventura!

Fotos:

  > Data: 26/12/05
> Visitantes:

Sr. José e Tamiris (Adamantina/SP), Leonardo e

João Vitor (São Paulo), Selma (Sumaré/SP),

Ana Paula e Luis Carlos (Lucélia/SP)

 
 História:

Já se faziam alguns meses que eu não montava a invenção, devido a falta de tempo. Logo, minha namorada disse que sua irmã, Selma da cidade de Sumaré (minha cunhada) viria passar o Natal e o Ano Novo aqui em Lucélia. Selma já havia conhecido a invenção, mas no dia choveu muito, impossibilitando de continuarmos a andar devido ao frio. Logo que ela chegou, já convidei-a para andar novamente. No fomos à Adamantina visitar alguns parentes e haviam lá também um um pessoal de São Paulo. Convidei todos eles para andar no dia seguinte que foi dia 26 de dezembro de 2005. Na segunda feira, pouco antes das 13:30 chegaram o pessoal de São Paulo que estavam em Adamantina e também um pessoal de Adamantina que não tinha conhecido ainda a invenção. Inicialmente fomos em sete pessoas: duas de São Paulo: João Vitor e Leonardo; duas de Adamantina: Sr. José e Tamiris; uma pessoa de Sumaré: Selma eu e meu cunhadinho Luís Carlos daqui mesmo de Lucélia. Mais tardar chegou também minha namorada Ana Paula Coli. Saímos daqui de casa pouco antes das 14:00 e andamos o dia todo... Dessa vez sem chuva e frio! Retornamos antes das 18:00 e queríamos ficar andando mais, mas devido ao horário tivemos que ir. Confira as fotos desse que ficará marcado para os que conheceram e andaram "na linha"!

Fotos:

 

 

Vídeo:

Vídeo

431 Kbytes


          

    >> Americana

 

  > Data: 08/01/06
> Visitantes:

André e Rafael (Americana/SP), Cristiano, Denikley,

Rodrigo (Junqueirópolis/SP) e Diego (Lucélia)

 
História:

Estava eu lendo meus e-mails, quando vi um e-mail do amigo André da cidade de Americana dizendo que viria aqui pras minhas bandas. André já havia andado na invenção, mas agora, toda vez que ele vem, montamos a invenção para andarmos. Logo mais tarde recebi um e-mail de uma pessoa chamado Cristiano da cidade de Junqueirópolis/SP, falando sobre o site da invençãop e sobre trens aí como eu ia montar para André andar, convidei esse tal Cristiano. Junqueirópolis fica a uns 50 km daqui da Lucélia, bem perto. Eu não o conhecia, só sei que gostava de trens. Pois bem. No domingo do dia 08/01/2006, André veio até minha casa, montamos a invenção e eu tinha combinado com Cristiano para ele vir andar também. Logo quando paramos na passagem de nível, aparecem três caras dizendo quem era Marcelo... eu disse.. eu! Até que ele se apresentou e passamos a todos nos conhecer. Um cara muito gente fina, que realmente gosta dos trens também. Com ele vieram dois amigos, Denikley e Rodrigo que também quiseram ver como funciona a invenção. Depois dessa nova amizade, andamos a tarde toda!!! Um amigo chamado Diego, que não conhecia a invenção, também compareceu ao local para andar na Bicilinha. Muitos "curiosos" também andaram e pra variar, a 99,9% crianças... O dia estava ótimo, nublado com poucas garoas no final da tarde. Veja nas fotos os momentos de nosso passeio pela linha.

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

454 Kbytes


  > Data: 27/05/05
> Visitantes: André e Rafael (Americana/SP)
História:

Recebi um e-mail do amigo André de Americana/SP falando que ele e seu irmão viriam novamente para andar na invenção. Eles já tinham vindo uma vez, mas como não tiramos foto, não foi possível colocar aqui. Dessa vez, nos preparamos, levando máquinas fotográficas para deixar registrado aqui no site oficial da Bicilinha (PAT - 0200920 - 0). O dia estava muito bom: nublado, ótimo para andar na linha. Fomos inicialmente em 3: Foi no dia 27 de Maio de 2005, numa sexta feira. Vieram 2 pessoas de Americana, cerca de 500 km daqui, para andar novamente na invenção. Eu havia recebido um e-mail do amigo André, falando que viria novamente. Ele já tinha vindo com seu irmão Rafael, mas como não tínhamos levado máquinas fotográficas, então não foi possível registrar aquele momento. André gosta muito de trens, já seu irmão  também gosta, mas não tanto quanto André. Lá pelas 12:30 fui buscar meu cunhadinho Luiz Carlos, e também mais tarde apareceu lá minha namorada e futura esposa, Ana Paula para andar na invenção. Logo, levamos toda a invenção amarrada na minha bike para a linha. Foi bom pois dividimos o peso, assim foi mais rápido para levar e para montar. Chegamos lá montamos e andamos, mas o mato... Dessa vez, não esquecemos: tiramos várias fotos, para algumas delas, serem colocadas aqui. Confira nas fotos a visita do povo de Americana!

Fotos:


 

    >> Bauru

 

  > Data: 31/12/05
> Visitantes: Fernando (Bauru/SP) e Eli (Lucélia)
História:

Foi no último dia do ano de 2005 que um visitante da cidade Bauru e seu amigo daqui mesmo de Lucélia andaram na invenção. No dia 31/12/2006, o amigo Fernando veio passar o ano aqui em Lucélia. Quando fomos andar, ele levou seu amigo Eli para conhecer de perto como a Bicilinha funciona. O dia estava perfeito! Com sol não muito forte, levamos tudo até a linha no modo tradicional: tudo amarrado na bicicleta. Chegando lá montamos a invenção e começamos a andar. Logo que quando comecei a produzir a invenção, Fernando sempre me ajudava indo direto até a linha para testar a invenção. Ele já havia andando. No dia, ele chamou um amigo que eu não conhecia, sendo uma pessoa muito gente fina. Ele já tinha ouvido falar da invenção, mas nunca havia visto. Foi um dia legal, com um tempo bom sem muito calor. Confira as fotos desse passeio.

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

428 Kbytes

 


  > Data: 31/11/04
> Visitantes: Lucas, Vanderlei, Felipe e Eric (Bauru/SP)
História:

Recebi um e-mail do amigo Lucas de Bauru/SP falando do quanto gostou da invenção. Então, convidei-o para vir conhecer de perto a Bicilinha (PAT - 0200920 - 0). Logo depois de uns 3 dias, vieram de Bauru: Lucas, seu irmão Felipe, seu pai Vanderlei e seu amigo Eric. Foi um dia muito legal, pena que o sol estava de matar mas não foi motivo de nos levar a não andar na invenção... Um típico dia quente (e como!), mas mesmo assim debaixo do sol forte  vamos nós para a linha montar a invenção para uns novos amigos conhecerem e andarem. Estávamos em 8: Foi no último dia de 2004, dia 31 de Dezembro, numa sexta feira. Vieram 4 pessoas de Bauru, cerca de 250 km daqui, para conhecer e andar na invenção. Eu havia recebido um e-mail do Lucas, falando sobre a invenção. Logo, convidei-o para vir andar, e depois de uns 3 dias ele realmente veio com seu pai Vanderlei, seu irmão Felipe e seu amigo Eric. Os 4 visitantes gostam de trens, mas segundo o Lucas, ele e seu amigo Eric são mais interessados no assunto sobre trens. Lá pelas 12:30 fui buscar meu cunhadinho Luiz Carlos, e também chamei os amigos Júnior e seu irmão Vinícius que também foram no dia me ajudar a montar. Depois que todos chegaram em casa (o pessoal daqui e os visitantes...), levamos a invenção até a linha, mas dessa vez foi diferente: o pai de Lucas possui uma Belina, e então colocamos tudo lá dentro e fomos... Nossa, como ajudou! Pois só levamos as bicicletas... Chegamos lá, montamos e andamos: foi tudo muito legal! Eles gostaram de "pedalar" na linha do trem, coisa que não é muito normal... Junto conosco andaram também Brendo e Daiane, duas crianças que foram lá conhecer e andar na invenção. Logo depois, Santos, um cara que estava passando de moto e nos viu passar no pontilhão, foi conhecer também a invenção que segundo ele, quando a invenção saiu no SPTV seu filho saiu na gravação. O mais legal, e é o que sempre falo, é passar no pontilhão daqui! Ainda bem que dentro da cidade, há dois pontilhões; um pequeno e um grande. A atração maior é passar nesses pontilhões, mas o pontilhão maior, é espetacular! Foi um grande prazer conhecer esse pessoal de Baruru e esse pessoal novo que andou! São muito gente fina! Tiramos apenas 3 fotos, mas que resume todo nosso divertimento num dia muito bom pra queimar as gorduras (e todo o resto, com o calor que tava...). Confira nas fotos a visita do povo de Bauru!

Fotos:

 


 

  > Data: 22/11/04
> Visitantes:

Letícia (Bauru/SP), Selma (Sumaré/SP),

Júnior e amigos (Lucélia/SP)

 
História:

No dia 22/10/04, montamos a invenção para algumas pessoas andarem, sendo elas: minha cunhada Selma da cidade de Sumaré/SP; Júnior, seu irmão Vinícius, sua prima, Letícia da cidade de Bauru/SP e vários amigos. Logo, uma chuva nos pegou! Só foi diversão (e frio!). O dia estava nublado, parecendo que ia chover... Bom, mesmo assim, lá vamos nós montar a invenção para alguns (e algumas) curiosos (as) andarem. Fomos em 8: Eu; minha cunhada Selma de Sumaré/SP e seu irmão Luiz; meu aluno Junior, seu irmão Vinícius e sua prima Letícia, da cidade de Bauru/SP e Hélix e Jonatam são vizinhos de Júnior que foram também conferir a invenção. A Selma já havia andado uma vez na invenção e desta vez, mesmo com o tempo para chuva, encarou novamente a aventura. Pena que minha amada Ana Paula não pôde vir... Depois de montada, logo que começamos a andar... chuva! Nunca tinha andado na linha com chuva! É muito bom, pois reduz o atrito das rolimãs com o trilho, assim deslizando mais! Demos poucas voltas pois o povo não gostava muito de água e frio. Foi uma nova experiência andar na chuva. Logo, chegou o amigo Conrado, que pra variar, também estava molhado! Graças a ele conseguimos tirar essa foto. Pena que foi essa que tiramos, pois a chuva nem permitia colocar as pilhas direito na máquina!

Fotos:

           


 

    >> Itapetininga

 

  > Data: 15/10/11
> Visitantes:

Silvio (Itapetininga/SP)

 
História:

Conheci o amigo Silvio através do meu site na qual ele é fanático por trens também. Como ele tem seus pais em Irapuru e em suas férias ele viria para cá, combinamos de andar na linha e conversarmos muito sobre trens. A tarde foi apertada, porém deu tempo de colocar os assuntos nos "trilhos"...

Fotos:

Vídeo:  EM BREVE VÍDEO

 

    >> Junqueirópolis

 

  > Data: 08/01/06
> Visitantes:

Cristiano, Denikley e Rodrigo (Junqueirópolis/SP),

André, Rafael (Americana/SP) e Diego (Lucélia)

 
História:

Estava eu lendo meus e-mails, quando vi um e-mail do amigo André da cidade de Americana dizendo que viria aqui pras minhas bandas. André já havia andado na invenção, mas agora, toda vez que ele vem, montamos a invenção para andarmos. Logo mais tarde recebi um e-mail de uma pessoa chamado Cristiano da cidade de Junqueirópolis/SP, falando sobre o site da invençãop e sobre trens aí como eu ia montar para André andar, convidei esse tal Cristiano. Junqueirópolis fica a uns 50 km daqui da Lucélia, bem perto. Eu não o conhecia, só sei que gostava de trens. Pois bem. No domingo do dia 08/01/2006, André veio até minha casa, montamos a invenção e eu tinha combinado com Cristiano para ele vir andar também. Logo quando paramos na passagem de nível, aparecem três caras dizendo quem era Marcelo... eu disse.. eu! Até que ele se apresentou e passamos a todos nos conhecer. Um cara muito gente fina, que realmente gosta dos trens também. Com ele vieram dois amigos, Denikley e Rodrigo que também quiseram ver como funciona a invenção. Depois dessa nova amizade, andamos a tarde toda!!! Um amigo chamado Diego, que não conhecia a invenção, também compareceu ao local para andar na Bicilinha. Muitos "curiosos" também andaram e pra variar, a 99,9% crianças... O dia estava ótimo, nublado com poucas garoas no final da tarde. Veja nas fotos os momentos de nosso passeio pela linha.

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

454 Kbytes

 


 

    >> Lucélia

 

  > Data: 07/02/10
> Visitantes: Vinícius Santos da Cruz
História:

Combinei com um amigo, Vinícius, de andarmos de Bicilinha no domingo cedinho (7 da manhã) para irmos em direção à cidade de Adamantina. Porém, como tinha chovido muito nos últimos dias, era de se esperar mato alto e muita terra na linha. Saímos cedinho e a aventura começou: galhos na linha, mato alto, terra na linha, desbarrancamento... Mas mesmo assim, conseguimos chegar na cidade de Adamantina. Em muitos locais até limpamos a linha com enxada mas nos locais onde a terra estava em excesso, deixamos quieto senão gastaríamos mais energia limpando a linha do que andando de bicicleta. Quando nos deparamos com obstáculos desse tipo, se for curto, levantamos a invenção, colocamos mais a frente e continuamos a viagem. Mas se o obstáculo for muito longo (terra na linha com mais de 5 metros de extensão), retiramos as bicicletas  (minimizando o peso) e fazemos o mesmo procedimento. Depois colocamos mais a frente na parte desobstruída e continuamos a viagem... E nessa viagem tivemos os dois casos! Que aventura! O Vinícius nunca tinha saído da cidade com a invenção... Mas valeu a pena! Valeu a viagem!!!

Fotos:

 

 

  > Data: 06/07/08
> Visitantes: Jorge
História:

Tinha combinado com um aluno Jorge meu que no domingo, dia 6, ia montar a invenção. Tínhamos combinado na estação. Porém, antes de chegar na estação, nos deparamos com um pé de manga todo cortado bem no meio da linha! Eita irresponsabilidade de quem o fez! Nem acreditei quando vi! Não sei como tem alguém que seja capaz de fazer isso e ainda é chamado de ser humano. Mas tudo bem, conseguimos retirar, puxar os galhos... Só um tronco que nos deu um pouco de trabalho, mas conseguimos tirar e quando chegamos na estação, não encontramos meu aluno. Logo, quando estávamos indo para Adamantina encontramos ele na passagem de nível... Aeeee!!! Aí ele e seus fihos andaram.

Fotos:


  > Data: 02/09/07
> Visitantes: Edson, Maria Lua, Daiane e Guilherme
História:

Havia combinado com meus alunos de sábado de manhã que eu ia montar a invenção no domingo para depois eu ir para Adamantina. Apareceram lá somente duas alunas, Daiane e Maria Lua. Logo depois passou de cadeira de rodas um outro amigo delas que passou a ser meu amigo também chamado Edson. Mesmo de cadeira de rodas, conseguimos coloca-la na invenção e dar uma voltinha. Logo, apareceu um outro amigo, chamado Guilherme que também deu uma volta na Bicilinha. Veja as fotos.

Fotos:


  > Data: 04/08/07
> Visitantes: Eunice
História:

Uma cliente minha queria conhecer e andar na invenção. Até que em um domingo, montamos a invenção e fomos para Adamantina e quando retornamos, demos uma volta com ela passando no pontilhão. Eu não tinha levado minha câmera digital, então por sorte ela tinha um celular com câmera. Confira as fotos.

Fotos:

  > Data: 15/06/07
> Visitantes: Vínícius, Luciana e Renata
História:

Eu e meu cunhado íamos para Adamantina com a invenção. Até que encontramos um amigo que também já tinha andado e disse que sua mãe Luciana e uma amiga queriam andar. Então, demos uma volta com o pessoal e depois fomos para Adamantina.

Fotos:

  > Data: 05/03/06
> Visitantes: Sílvia (Lucélia)
História:

Estávamos andando somente aqui em Lucélia e convidei minha cunhada Sílvia para dar uma volta, pois ela ainda não conhecia. E nesse dia ela foi lá conferir e andar na invenção. Junto estava também minha namorada Ana Paula e meu cunhado Luis Carlos. O sol, para variar, estava forte... mas andamos mesmo assim, pois se fosse esperar não ter sol forte um dia para andar, nunca andaríamos.

Fotos:

  > Data: 22/07/06
> Visitantes:

Ana Paula, Sérgio Danilo e Anne (Lucélia/SP), Camila (Adamantina/SP)

 
 História:

Eu já havia convidado o amigo Danilo e sua irmã Anne para andar na invenção a anos atrás. Sempre combinávamos mas nunca dava tempo. Mas, até que fomos para a linha andar na invenção. Andamos várias voltas, e grandes voltas, pois fomos até a estação, local que antes não era possível andar devido ao mato e a terra que cobria a linha. Eu em uma semana no horário de almoço, com um facão e uma enxada limpei o trajeto. Hoje é possível ir até a estação e andarmos mais que antes. A foto foi no novo local conquistado: a estação. Em pé, da esquerda para a direita: Minha namorada Ana Paula, eu, Danilo. Sentados, da esquerda para a direita: Camila (namorada do Danilo) e Anne (irmã de Danilo). Confiram na foto abaixo.

Fotos:

 

 

Vídeo:

Vídeo

439 Kbytes


  > Data: 27/02/06
> Visitantes:

Eduardo (Lucélia/SP), Ivanice, Giovani e Eduardo (Lucélia),

Alzira e Elisa (Adamantina/SP) e visitantes do PR

 
História:

Montamos a invenção no dia 27/02, no carnaval para andarmos. Foi eu e um aluno meu, Eduardo daqui de Lucélia.Ele não havia andado por isso, aproveitei o feriado e montei. Enquanto estávamos andando apareceram quatro pessoas que foram lá conferir como funcionada a invenção, sendo todos do Paraná. Logo mais tarde vieram também minha mãe Ivanice, meu irmão Giovani, minha cunhada Elisa e sua mãe Alzira, ambos moradores da cidade vizinha, Adamantina. Ficamos andando quase o dia todo, e o tempo meio nublado até que colaborou sem os fortes raios do sol. Veja nas fotos abaixo nosso passeio pela linha.

Fotos:

  > Data: 22/01/06

> Visitante:

Denys (Lucélia/SP)

História:

No início do ano, convidei o aluno e amigo Denys para vir conhecer e andar na invenção e ver como funcionada. Então, num domingo montamos a invenção e andamos o dia todo. A foto demorou a ser colocada aqui, mas agora saiu.

Fotos:

  > Data: 01/01/06
> Visitantes: Vinícius (Lucélia/SP) e Samuel (Adamantina/SP)
História:

Conheci um amigo maestro da cidade de Adamantina chamado Samuel que por sua vez, gosta de trens também. Comentei da invenção e ele quis andar. Combinamos de montar numa segunda feira, dia 02/01/06, para montar a invenção. Justo no dia combinado estava chovendo... Fomos mesmo assim. Foi uma mas melhores vezes que montei a invenção! Chovendo, não cansávamos tão fácil e as pedaladas rendia mais. Confira as fotos de nossa aventura!

Fotos:

  > Data: 26/12/05
> Visitantes:

Ana Paula e Luis Carlos (Lucélia/SP),

Sr. José e Tamiris (Adamantina/SP), Leonardo e

João Vitor (São Paulo) e Selma (Sumaré/SP),

 
História:

Já se faziam alguns meses que eu não montava a invenção, devido a falta de tempo. Logo, minha namorada disse que sua irmã, Selma da cidade de Sumaré (minha cunhada) viria passar o Natal e o Ano Novo aqui em Lucélia. Selma já havia conhecido a invenção, mas no dia choveu muito, impossibilitando de continuarmos a andar devido ao frio. Logo que ela chegou, já convidei-a para andar novamente. No fomos à Adamantina visitar alguns parentes e haviam lá também um um pessoal de São Paulo. Convidei todos eles para andar no dia seguinte que foi dia 26 de dezembro de 2005. Na segunda feira, pouco antes das 13:30 chegaram o pessoal de São Paulo que estavam em Adamantina e também um pessoal de Adamantina que não tinha conhecido ainda a invenção. Inicialmente fomos em sete pessoas: duas de São Paulo: João Vitor e Leonardo; duas de Adamantina:Sr. José e Tamiris; uma pessoa de Sumaré: Selma eu e meu cunhadinho Luís Carlos daqui mesmo de Lucélia. Mais tardar chegou também minha namorada Ana Paula Coli. Saímos daqui de casa pouco antes das 14:00 e andamos o dia todo... Dessa vez sem chuva e frio! Retornamos antes das 18:00 e queríamos ficar andando mais, mas devido ao horário tivemos que ir. Confira as fotos desse que ficará marcado para os que conheceram e andaram "na linha"!

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

431 Kbytes


  > Data: 06/08/05
> Visitantes: Fabrício e Gustavo (Lucélia) e Douglas (Maringá/PR)
História:

Estávamos num churrasco no meu serviço, na Microlins, aí convidei o povo para andarmos na invenção no mesmo dia a tarde. Fomo em 4: eu, meu afilhado Fabrício, o amigo Gustavo (ambos de Lucélia) e Dougas (Maringá). Fabrício e Gustavo são daqui mesmo de Lucélia mas o Gustavo nunca tinha andado. O Douglas, que veio a trabalho realizar a captação de alunos das escolas, é de Maringá e também nunca tinha andado. Daí surgiu a idéia de montar para nós andarmos. A idéia era sair da cidade, pois fazem mais de 3 anos que não saio daqui da cidade de Lucélia via Ferrovia com a Bicilinha. Fomos no dia 06/08/05, saímos daqui as 13:00 e voltamos lá pelas 17:00. Até a metade do caminho, não havia tanto mato. Faz tanto tempo que não passa trens aqui, que até colocaram cerca na ferrovia! Vai nós, quase se matando para pular uma delas com a invenção levantada! Confira nas fotos alguns momentos de nossa viagem "cercada".

Fotos:


  > Data: 08/01/06
> Visitantes:

Diego (Lucélia/SP), Cristiano, Denikley e Rodrigo (Junqueirópolis/SP),

André e Rafael (Americana/SP)

 
História:

Estava eu lendo meus e-mails, quando vi um e-mail do amigo André da cidade de Americana dizendo que viria aqui pras minhas bandas. André já havia andado na invenção, mas agora, toda vez que ele vem, montamos a invenção para andarmos. Logo mais tarde recebi um e-mail de uma pessoa chamado Cristiano da cidade de Junqueirópolis/SP, falando sobre o site da invençãop e sobre trens aí como eu ia montar para André andar, convidei esse tal Cristiano. Junqueirópolis fica a uns 50 km daqui da Lucélia, bem perto. Eu não o conhecia, só sei que gostava de trens. Pois bem. No domingo do dia 08/01/2006, André veio até minha casa, montamos a invenção e eu tinha combinado com Cristiano para ele vir andar também. Logo quando paramos na passagem de nível, aparecem três caras dizendo quem era Marcelo... eu disse.. eu! Até que ele se apresentou e passamos a todos nos conhecer. Um cara muito gente fina, que realmente gosta dos trens também. Com ele vieram dois amigos, Denikley e Rodrigo que também quiseram ver como funciona a invenção. Depois dessa nova amizade, andamos a tarde toda!!! Um amigo chamado Diego, que não conhecia a invenção, também compareceu ao local para andar na Bicilinha. Muitos "curiosos" também andaram e pra variar, a 99,9% crianças... O dia estava ótimo, nublado com poucas garoas no final da tarde. Veja nas fotos os momentos de nosso passeio pela linha.

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

454 Kbytes

 


                                                

    >> Maringá

 

  > Data: 06/08/05
> Visitantes: Douglas (Maringá/PR), Fabrício e Gustavo (Lucélia)
História:

Estávamos num churrasco no meu serviço, na Microlins, aí convidei o povo para andarmos na invenção no mesmo dia a tarde. Fomo em 4: eu, meu afilhado Fabrício, o amigo Gustavo (ambos de Lucélia) e Dougas (Maringá). Fabrício e Gustavo são daqui mesmo de Lucélia mas o Gustavo nunca tinha andado. O Douglas, que veio a trabalho realizar a captação de alunos das escolas, é de Maringá e também nunca tinha andado. Daí surgiu a idéia de montar para nós andarmos. A idéia era sair da cidade, pois fazem mais de 3 anos que não saio daqui da cidade de Lucélia via Ferrovia com a Bicilinha. Fomos no dia 06/08/05, saímos daqui as 13:00 e voltamos lá pelas 17:00. Até a metade do caminho, não havia tanto mato. Faz tanto tempo que não passa trens aqui, que até colocaram cerca na ferrovia! Vai nós, quase se matando para pular uma delas com a invenção levantada! Confira nas fotos alguns momentos de nossa viagem "cercada".

Fotos:

 


 

    >> Osvaldo Cruz

 

  > Data: 26/07/08
> Visitantes: Douglas Franzo Hidalgo (Osvaldo Cruz/SP)
História:

A muito tempo atrás, logo quando inventei a Bicilinha, na primeira vez que Gilberto (Parapuã/SP) e eu fomos para Osvaldo Cruz ele avisou um amigo chamado Douglas para conhecer a invenção. Chegando lá, ele foi até a linha e andou na invenção. Passei a conhecer esse cara super gente boa que também adora trens! Passado alguns anos, Douglas entrou em contato comigo através do site da Bicilinha para combinar para andarmos novamente. Aí combinamos e num sábado ele veio andar... Pena ele ter ficado pouco tempo, pois tinha aniversário. Como a bateria da minha máquina digital estava sem carga, ele levou a dele e registrou com uma foto e um filminho. Foi meio rápido, mas vamos combinar outro dia para andarmos o dia todo e tirar mais fotos e fazer vários filminhos! Na foto, Douglas ao meio da invenção. Nesse dia eu e outro amigo para Adamantina e voltaríamos a noite, por isso o farol e a bateria automotiva. Na prancha de madeira do lado direito, duas rodas de carriola adaptadas para quando eu for levar para a linha e para casa, leva-la montada na rua agilizando e facilitando o transporte.  Valeu Douglas, venha quando e quantas vezes quiser!

Fotos:

 

  > Data: 06/05/07
> Visitantes: Tânia e Denilson (Osvaldo Cruz/SP), Silmar e Juliana (Parapuã/SP) e Iolanda (São Paulo/SP)
História:

Recebi um e-mail de um cara chamado Silmar de Parapuã dizendo que queria conhecer a Invenção.  Então, entramos em contato, e combinamos de montar a invenção para ele e sua namorada Juliana. Logo ele disse que seu primo de Osvaldo Cruz gostava de trens, então falei para virem todos. Depois de combinar, descombinar, combinar de novo... deu certo de virem. Opa! Num domingo, dia 06/05/2007 vieram e andaram na invenção. Até uma mulher chamada Iolanda que reside em São Paulo e sempre vem pra cá andou. Ela disse que sempre nos via passar mas nunca tinha ido lá conhecer de perto e andar, mas nesse dia ela andou. O sol, para variar, estava forte, mas já tiveram dias piores. Foi legal fazer novas amizades tanto de Parapuã quando de Osvaldo Cruz e até da Iolanda, de São Paulo. Confira as fotos! Valeu a todos!!!

Fotos:

 


 

    >> Paraná

                   

  > Data: 27/02/06
> Visitantes:

Visitantes do PR, Ivanice, Giovani e Eduardo (Lucélia),

Alzira, Elisa (Adamantina)

 
História:

Montamos a invenção no dia 27/02, no carnaval para andarmos. Foi eu e um aluno meu, Eduardo daqui de Lucélia. Ele não havia andado por isso, aproveitei o feriado e montei. Enquanto estávamos andando apareceram quatro pessoas que foram lá conferir como funcionada a invenção, sendo todos do Paraná. Logo mais tarde vieram também minha mãe Ivanice, meu irmão Giovani, minha cunhada Elisa e sua mãe Alzira, ambos moradores da cidade vizinha, Adamantina. Ficamos andando quase o dia todo, e o tempo meio nublado até que colaborou sem os fortes raios do sol. Veja nas fotos abaixo nosso passeio pela linha.

Fotos:

 


 

    >> Parapuã

 

  > Data: 17/01/2009
> Visitantes: Gilberto (Parapuã/SP)
História:

Esse é o amigo de linha, Gilberto, na qual andou comigo nos primeiros teste e fez as primeiras longas viagens com a invenção. Sempre que ele vem para sua cidade, Parapuã, combinamos de montar a invenção e andar no mínimo para a cidade vizinha, pois ele trabalha em São Paulo. Desde os primeiros testes da invenção, ele sempre teve participação conhecendo e andando nela... Foi e é uma das pessoas que mais andou e anda na invenção até hoje! Nem preciso falar que ele é fascinado por trens como eu. Fotos: 1ª - eu pedalando; 2ª - Gilberto na estação de Adamantina e a invenção já virada sentido Lucélia pronto para virmos embora. A frente, as duas rodas de carriola para quando eu levo a invenção da minha casa até a linha do trem e vice versa, eu as uso no eixo traseiro sendo possível levar a invenção já montada para a linha e consequentemente, podendo ser montada e desmontada na sombra; 3ª - uma foto da invenção abaixo do pontilhão da vicinal que liga as Lucélia - Adamantina; 4ª e 5ª - já aqui em Lucélia com a invenção virada, uma foto de Gilberto e ao fundo a estação daqui toda, 6ª - a última foto do dia: Gilberto e eu prontos para andarmos mais a frente, encaixarmos as rodas de carriola e irmos embora pela rua até minha cara para desmontarmos a invenção... Até a próxima! Valeu a viagem! Valeu Gilberto!

Fotos:

 

  > Data: 06/05/07
> Visitantes: Silmar e Juliana (Parapuã/SP), Tânia e Denilson (Osvaldo Cruz/SP) e Iolanda (São Paulo/SP)
História:

Recebi um e-mail de um cara chamado Silmar de Parapuã dizendo que queria conhecer a Invenção.  Então, entramos em contato, e combinamos de montar a invenção para ele e sua namorada Juliana. Logo ele disse que seu primo de Osvaldo Cruz gostava de trens, então falei para virem todos. Depois de combinar, descombinar, combinar de novo... deu certo de virem. Opa! Num domingo, dia 06/05/2007 vieram e andaram na invenção. Até uma mulher chamada Iolanda que reside em São Paulo e sempre vem pra cá andou. Ela disse que sempre nos via passar mas nunca tinha ido lá conhecer de perto e andar, mas nesse dia ela andou. O sol, para variar, estava forte, mas já tiveram dias piores. Foi legal fazer novas amizades tanto de Parapuã quando de Osvaldo Cruz e até da Iolanda, de São Paulo. Confira as fotos! Valeu a todos!!!

Fotos:

 


 

    >> São Paulo

 

  > Data: 23/04/06
> Visitantes: Artur (São Paulo) e Vanderlei (Lucélia)
História:

A alguns dias antes desta visita, eu tinha recebido um e-mail do amigo Artur. Conversamos via e-mail e ele disse que tinha parentes aqui em Lucélia. Logo, convidei-o para que quando viesse aqui que me comunicasse para montarmos a invenção. Alguns dias depois ele veio e montamos a invenção. Contei com a ajuda do amigo Vanderlei no dia para ajudar no passeio e para que ele e seu irmão conhecesse a invenção. Com ele veio seu irmão e um amigo para verem como é andar na linha do trem de bicicletas... Veja nas fotos nosso passeio pela linha.

Fotos:


  > Data: 26/11/05
> Visitantes:

Leonardo e Vitor Lucio (São Paulo),

Selma (Sumaré/SP), Sr. José e Tamiris (Adamantina/SP),

Ana Paula e Luis Carlos (Lucélia/SP)

 
História:

Já se faziam alguns meses que eu não montava a invenção, devido a falta de tempo. Logo, minha namorada disse que sua irmã, Selma da cidade de Sumaré (minha cunhada) viria passar o Natal e o Ano Novo aqui em Lucélia. Selma já havia conhecido a invenção, mas no dia choveu muito, impossibilitando de continuarmos a andar devido ao frio. Logo que ela chegou, já convidei-a para andar novamente. No fomos à Adamantina visitar alguns parentes e haviam lá também um um pessoal de São Paulo. Convidei todos eles para andar no dia seguinte que foi dia 26 de dezembro de 2005. Na segunda feira, pouco antes das 13:30 chegaram o pessoal de São Paulo que estavam em Adamantina e também um pessoal de Adamantina que não tinha conhecido ainda a invenção. Inicialmente fomos em sete pessoas: duas de São Paulo: Vitor Lucio e Leonardo; duas de Adamantina:Sr. José e Tamiris; uma pessoa de Sumaré: Selma eu e meu cunhadinho Luís Carlos daqui mesmo de Lucélia. Mais tardar chegou também minha namorada Ana Paula Coli. Saímos daqui de casa pouco antes das 14:00 e andamos o dia todo... Dessa vez sem chuva e frio! Retornamos antes das 18:00 e queríamos ficar andando mais, mas devido ao horário tivemos que ir. Confira as fotos desse que ficará marcado para os que conheceram e andaram "na linha"!

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

431 Kbytes


  > Data: 06/05/07
> Visitantes: Iolanda (São Paulo/SP), Tânia e Denilson (Osvaldo Cruz/SP) e Silmar e Juliana (Parapuã/SP)
História:

Recebi um e-mail de um cara chamado Silmar de Parapuã dizendo que queria conhecer a Invenção.  Então, entramos em contato, e combinamos de montar a invenção para ele e sua namorada Juliana. Logo ele disse que seu primo de Osvaldo Cruz gostava de trens, então falei para virem todos. Depois de combinar, descombinar, combinar de novo... deu certo de virem. Opa! Num domingo, dia 06/05/2007 vieram e andaram na invenção. Até uma mulher chamada Iolanda que reside em São Paulo e sempre vem pra cá andou. Ela disse que sempre nos via passar mas nunca tinha ido lá conhecer de perto e andar, mas nesse dia ela andou. O sol, para variar, estava forte, mas já tiveram dias piores. Foi legal fazer novas amizades tanto de Parapuã quando de Osvaldo Cruz e até da Iolanda, de São Paulo. Confira as fotos! Valeu a todos!!!

Fotos:

 


 

    >> Sumaré

 

  > Data: 26/12/05
> Visitantes:

Selma (Sumaré/SP), Sr. José e Tamiris (Adamantina/SP),

Ana Paula e Luis Carlos (Lucélia/SP), Leonardo e João Vitor (São Paulo).

 
História:

Já se faziam alguns meses que eu não montava a invenção, devido a falta de tempo. Logo, minha namorada disse que sua irmã, Selma da cidade de Sumaré (minha cunhada) viria passar o Natal e o Ano Novo aqui em Lucélia. Selma já havia conhecido a invenção, mas no dia choveu muito, impossibilitando de continuarmos a andar devido ao frio. Logo que ela chegou, já convidei-a para andar novamente. No fomos à Adamantina visitar alguns parentes e haviam lá também um um pessoal de São Paulo. Convidei todos eles para andar no dia seguinte que foi dia 26 de dezembro de 2005. Na segunda feira, pouco antes das 13:30 chegaram o pessoal de São Paulo que estavam em Adamantina e também um pessoal de Adamantina que não tinha conhecido ainda a invenção. Inicialmente fomos em sete pessoas: duas de São Paulo: João Vitor e Leonardo; duas de Adamantina:Sr. José e Tamiris; uma pessoa de Sumaré: Selma eu e meu cunhadinho Luís Carlos daqui mesmo de Lucélia. Mais tardar chegou também minha namorada Ana Paula Coli. Saímos daqui de casa pouco antes das 14:00 e andamos o dia todo... Dessa vez sem chuva e frio! Retornamos antes das 18:00 e queríamos ficar andando mais, mas devido ao horário tivemos que ir. Confira as fotos desse que ficará marcado para os que conheceram e andaram "na linha"!

Fotos:
Vídeo:

Vídeo

431 Kbytes


  > Data: 22/11/04
> Visitantes:

Selma (Sumaré/SP), Júnior e amigos e

Letícia (Bauru/SP)

 
História:

No dia 22/10/04, montamos a invenção para algumas pessoas andarem, sendo elas: minha cunhada Selma da cidade de Sumaré/SP; Júnior, seu irmão Vinícius, sua prima, Letícia da cidade de Bauru/SP e vários amigos. Logo, uma chuva nos pegou! Só foi diversão (e frio!). O dia estava nublado, parecendo que ia chover... Bom, mesmo assim, lá vamos nós montar a invenção para alguns (e algumas) curiosos (as) andarem. Fomos em 8: Eu; minha cunhada Selma de Sumaré/SP e seu irmão Luiz; meu aluno Junior, seu irmão Vinícius e sua prima Letícia, da cidade de Bauru/SP e Hélix e Jonatam são vizinhos de Júnior que foram também conferir a invenção. A Selma já havia andado uma vez na invenção e desta vez, mesmo com o tempo para chuva, encarou novamente a aventura. Pena que minha amada Ana Paula não pôde vir... Depois de montada, logo que começamos a andar... chuva! Nunca tinha andado na linha com chuva! É muito bom, pois reduz o atrito das rolimãs com o trilho, assim deslizando mais! Demos poucas voltas pois o povo não gostava muito de água e frio. Foi uma nova experiência andar na chuva. Logo, chegou o amigo Conrado, que pra variar, também estava molhado! Graças a ele conseguimos tirar essa foto. Pena que foi essa que tiramos, pois a chuva nem permitia colocar as pilhas direito na máquina!

Fotos:

     

                    

Voltar